sexta-feira, 14, junho, 2024
spot_img

Joias de Bolsonaro: PF envia agente e delegado aos EUA para ouvir comerciantes envolvidos

Um agente e um delegado da Polícia Federal brasileira embarcaram rumo aos Estados Unidos nesta quinta-feira (25), dando continuidade às investigações sobre a venda das joias recebidas por Jair Bolsonaro em viagens oficiais. A diligência visa colher depoimentos de comerciantes em lojas suspeitas de terem negociado joias por aliados de Bolsonaro, informa o jornal O Globo.

Com a cooperação do FBI, os policiais já obtiveram documentos estratégicos, incluindo movimentações financeiras dos investigados. Agora, as investigações avançam para a etapa de diligências em campo, com foco em cidades como Miami (Flórida), Wilson Grove (Pensilvânia) e Nova Iorque (NY).

As joias em questão, enviadas pela Arábia Saudita e Bahrein para a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, foram avaliadas em mais de R$ 5 milhões pela Receita Federal brasileira. Além disso, há indícios de que Bolsonaro e seus auxiliares tenham retirado do país, no avião presidencial, ao menos outros quatro conjuntos de bens recebidos em viagens internacionais durante seu mandato.

A suspeita se estende às contas bancárias mantidas pela família Bolsonaro e pelo tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, nos Estados Unidos. Essas contas levantam suspeitas sobre possíveis transações relacionadas às joias. Ademais, tanto a loja quanto a leiloeira envolvidas nas negociações das joias estão localizadas no país norte-americano.

spot_img

Últimas publicações